InglêsPortuguês  | Hebraico

Parasha Vayetsê Gênesis 28:10-32:3 E saiu… Ou “E partiu”

Beit HaDerekh

Parasha Vayetsê Gênesis 28:10-32:3 E saiu… Ou “E partiu”
Oseias 12:13-14:10 João 1: 19-51
A visão da escada de Ya’akov

28:10 Partiu, pois, Ya’akov de Be’er-Shev’a, e foi-se a Haran. 11 E chegou a um lugar (chegou ao lugar) onde passou a noite, porque já o sol era posto; e tomou uma das pedras daquele lugar, e a pôs por sua cabeceira, e deitou-se naquele lugar.

A revelação que Jacó tem no caminho para Haram é fantástica! Contém segredos importantíssimos para que conheçamos a D’us, para que conheçamos o local que Ele escolheu para adoração para que Seu nome fosse CONHECIDO em todo o Universo e também contem revelações para que conheçamos o chamado de Israel, o chamado do povo judeu.

Jacó não chegou a um lugar, na bíblia hebraica a palavra é במקום (Bamacom) (no lugar).

O Eterno não o levou a um lugar qualquer Ele o levou ao lugar onde já era conhecido pelas manifestações do Senhor. Ele levou Jacó ao mesmo lugar que levou Abraão para sacrificar o pai de Jacó.

Neste mesmo lugar morava o Rei e Sacerdote Melquizede que adorava e ensinava sobre o D’us altíssimo. Ele era Rei e Sacerdote de Shalem que é Yerushalaim, ou seja, Jerusalém. O lugar aqui descrito é o Monte Moriá, que é um acróstico que significa onde D’us é visto. MACOM RE IÁ     המורי                                                                                                                                                

Esta pedra é onde Abraão sacrificou Isaque, esta pedra é onde Jacó se deitou. Dizem os sábios que esta pedra foi o ponto de partida para a criação. Esta pedra é chamada de EVEN SH’TIÁ pedra de fundação. (Gn 14:18, 2Cr 7:16).

Hoje esta pedra está dentro da mesquita, pois a mesquita foi construída exatamente onde era o 2º Templo. E ela é preservada até hoje, pois os muçulmanos creem que Maomé foi assunto aos céus partindo desta pedra.

A antiga localidade de Haran na Mesopotâmia recebeu este nome derivado do assírio Arranu que significava cruzamentos de estradas, pois lá se encontrava as rotas de Nínive para Damasco e ao sul para Kna’an;

No hebraico o nome deriva de Charar: חָרַר que tem o sentido de seco, queimado, seja pelo aspecto desértico do entorno da localidade seja também pelo ardor idólatra que a cidade sempre teve, sendo centro de adoração do deus Lua, e local de fabricação de objetos para encantamentos e adivinhações os chamados Terafim: תְּרָפִים.

12 E sonhou: e eis era posta na terra uma escada cujo topo tocava nos céus; e eis que os anjos de D-us subiam e desciam por ela. 13 E eis que o SENHOR estava em cima dela e disse: Eu sou o SENHOR, o D-us de Avraham, teu pai, e o D-us de Itschak. Esta terra em que estás deitado ta darei a ti e à tua semente. 14 E a tua semente será como o pó da terra; e estender-se-á ao ocidente, e ao oriente, e ao norte, e ao sul; e em ti e na tua semente serão benditas todas as famílias da terra. 15 E eis que estou contigo, e te guardarei por onde quer que fores, e te farei tornar a esta terra, porque te não deixarei, até que te haja feito o que te tenho dito. 16 Acordado, pois, Ya’akov do seu sono, disse: Na verdade o SENHOR está neste lugar, e eu não o sabia. 17 E temeu e disse: Quão terrível é este lugar! Este não é outro lugar senão a Casa de Deus; e esta é a porta dos céus.

O sonho do patriarca representa uma revelação do Eterno, do lugar escolhido por ele e também da missão de Israel perante a humanidade. A famosa escada de Jacó, “Sulam Yacov”    סולם יעקב, com sua base na terra e seu topo nos céus tinha os mensageiros do Eterno subindo e descendo . Nela estava o próprio D’us que confirma ao patriarca Sua promessa e a missão de sua descendência.

A escada que Jacó viu em sonho representa o propósito do Eterno em trazer o Reino de D’us até nós, ligando terra e céus.

Naquele local, princípios de um Reino Celestial poderiam ser evidenciados, aprendidos e colocados em pratica. Os anjos representam a constante interação entre as duas realidades.

Subir e experimentar a presença do Eterno, e também descer e transformar o mundo a seu redor. A escada conecta as duas realidades.

Quando Jacó acorda ele traz a revelação da natureza de D’us como esta nos versículos 16 e 17. Aquele local era um ponto de conexão entre Terra e Céu. Escada não é só para subir, escada é também para descer. Escada conecta dois níveis.

 וַיִּיקַץ יַעֲקֹב, מִשְּׁנָתוֹ, וַיֹּאמֶר, אָכֵן יֵשׁ יְהוָה בַּמָּקוֹם הַזֶּה; וְאָנֹכִי, לֹא יָדָעְתִּי. 16 And Jacob awaked out of his sleep, and he said: ‘Surely the LORD is in this place; and I knew it not.’
יז  וַיִּירָא, וַיֹּאמַר, מַה-נּוֹרָא, הַמָּקוֹם הַזֶּה:  אֵין זֶה, כִּי אִם-בֵּית אֱלֹהִים, וְזֶה, שַׁעַר הַשָּׁמָיִם. 17 And he was afraid, and said: ‘How full of awe is this place! this is none other than the house of God, and this is the gate of heaven.’

No versículo 17 Jacó esta dizendo que conhecer a D’us entre os homens não é suficiente, D’us o levou para outro nível,teve uma revelação de D’us acima. Que somente Moises teria, séculos depois lá na sarça que queimava e não se consumia.  Lá D’us fala a Moises, eu me revelei a seus pais como o D’us altíssimo, como o El Shadai, mas a você eu me revelo como    יְהוָה .

Ele diz há D’us neste local. A expressão do patriarca refere-se à D’us pelo seu nome, YHVH e esta é a natureza do Eterno que está alem da compreensão humana, que é indefinível devido a sua grandeza.

O Eterno está alem de tudo o que existe, alem do tempo e do espaço. Ele é a fonte de toda criação que criou tudo a partir de sua palavra.

D’us tem um nome e não só isso, Ele tem um povo e um local onde sua Gloria é manifestada ate os dias de hoje.

Fizeram de tudo para desconectar este D’us de seu povo e de sua terra, fizeram de tudo para desconectar o ungido desse D’us de seu povo e de sua terra.

Apagaram a frase o D’us de Abraão,Isaque e Jacó e ficaram somente com o D’us de todo o universo,como era antes de Abraão, D’us era revelado somente como o D’us criador mas até hoje Ele é o D’us de Abraão,Isaque e Jacó.

Paulo fala a mesma coisa, Yeshua fala a mesma coisa o D’us de nossos pais. D’us não rejeitou o seu povo aquém de antemão escolheu. Nem Yeshua nem os apóstolos mudaram a identidade que D’us construiu com Abraão.

Ele hoje é o D’us de Abraão,Isaque e Jacó, quer o povo goste ou não.

Yeshua é o leão da tribo de Judá, Ele é o Rei dos judeus, o Messias de Israel, quer o povo goste ou não.

Está na hora de restaurar a identidade deste D’us Altíssimo e de restaurar as raízes deste ungido de D’us que é Yeshua, esta na hora de trazer Yeshua de volta para a casa dele, Ele já ficou muito tempo fora de casa em Roma.

A visão da escada é D’us nos ensinando que às vezes temos que subir como Moises subiu ao Sinai, Elias também subiu ao Sinai para se fortalecer em D’us, Paulo ficou 14 anos na Arábia antes de aceitar Yeshua.

Tem o tempo de desconectarmos do material e subir para recarregar as baterias, mas para que? Para ficar lá em cima?

Fazer uma tenda para você outra para Elias e outra para Moises? Será que é isto? Tenha um tempo com D’us, tenha o seu tempo de estudo.

MAS VOLTE MEU IRMÃO PARA TRAZER O CÉU Á TERRA ATRAVÉS DA SUA VIDA. A ESCADA É PRA ISSO.

Apesar de a escada ter uma de suas extremidades nos céus Jacó dá nome ao local na terra CASA DE D’US Beit El .Ele não chamou de casa no céu. BEIT SHAMAIM  שמים .

Casa de D’us é aqui pois aqui é o lugar da manifestação da gloria de D’us. Os céus proclamam a gloria de D’us mas aqui também os seus feitos são proclamados.Aqui também a sua gloria é vista.

O Trono de YHVH (Adonai) está nos céus mas casa de Elohim é aqui na terra.

Vejamos uma aparente contradição na Torah. Toda aparente contradição da Torah é apenas uma dica para grandes revelações pois não existe contradições na Torah o que existe são revelações.

Não basta conhecermos D’us como Elohim temos que conhecê também como YHVH – Adonay, o D’us supremo.

A coluna de Beit-El.

18 Então, levantou-se Ya’akov pela manhã, de madrugada, e tomou a pedra que tinha posto por sua cabeceira, e a pôs por coluna, e derramou azeite em cima dela. 19 E chamou o nome daquele lugar Beit-el; o nome, porém, daquela cidade, dantes, era Luz.

20 E Ya’akov fez um voto, dizendo: Se D-us for comigo, e me guardar nesta viagem que faço, e me der pão para comer e vestes para vestir, 21 e eu em paz tornar à casa de meu pai e for o SENHOR para mim por D-us; 22 então esta pedra, que tenho posto por coluna, será Casa de D-us; e de tudo quanto me deres, certamente te darei o décimo.

Qual é a aparente contradição nesta passagem?

Jacó sonha em Moriá, que é em Jerusalém, tem a revelação de D’us no במקום (Bamacom-no lugar), que aquele lugar era a Casa de D’us e portal dos céus.

Desperta no Moriá, levanta e aquela pedra que ele usou como travesseiro ele faz um altar, unge com azeite e muda o nome do lugar que antes se chamava Cidade de Luz para Beit-El casa de D’us.

A cidade de Luz fica a 18km ao norte de Israel, não é Jerusalém. Luz não é Moriá, não è Jerusalém. E ai?

Os sábios do Talmud e o próprio texto da Torah atestam que o local onde repousou Jacó era mesmo o monte Moriá. Até ai não tem duvida.

Porém ele acorda e ergue uma coluna, consagrando aquele local a D’us. Ele dá o nome aquela região de Beit-El, que antes se chamava Luz. Porque ele sonha no monte Moriá mas acorda e santifica um outro local.(Gn 28:18-22) ?

Não é uma explicação fácil!

D’us revela a Jacó a importância do lugar. Mas D’us queria também que seus servos fossem além. Nós somos embaixadores do Reino de D’us se andamos segundo os seus princípios.

Nós representamos um Reino da qual não moramos nele,ainda.

Mas quando você vive segundo os princípios deste Reino,as leis deste Reino,onde você está ,você acaba por transformar o local ao seu redor em uma extensão deste Reino.

Então não apenas o Monte Moriá é portal dos céus, mas todo local também onde um servo de D’us viver em fidelidade de vida, justiça e santidade, guiado pelo Espírito, aquele local também se torna um portal dos céus e Terra e Céus serão ligados.

Este sonho de Jacó não foi simplesmente um sonho, foi um evento profético, não foi uma mera visão, foi um marco na vida de Israel, há algo que D’us quer nos ensinar com esta visão que Jacó teve.

Veja que a palavra usada aqui por D’us, quando Ele repete aqui as palavras dadas a Abraão lá em Gn12, “Na tua descendência, na tua semente, serão abençoadas todas as nações da terra”.

Vocês sabiam que no hebraico o verbo abençoar é a raiz para a palavra ENXERTAR? É como se D’us estivesse falando Em você Jacó e no seu povo  todas as nações serão enxertadas, enxertadas onde? No Reino de D’us.

Qual a missão do Mashiach? Conectar Céus e Terra.

Esta escada representa uma conexão, uma passagem entre céus e terra. Representa a única via pela qual o Reino de D’us pode ser estabelecido na terra.

Qual a intenção do Eterno após a queda no Éden?

O Éden era a extensão do Reino de D’us na terra. Com a queda o homem muda a sua historia e muda a historia do planeta Terra.

Qual a intenção de D’us?

Restaurar a Terra a imagem do Éden. E transformar o homem à imagem que ele tinha antes da queda.

E nós somos os agentes para implantar na Terra esta restauração. Para chamar o Reino dos céus de novo a Terra. Esta é a nossa missão.

Quando Yeshua disse “Ide por toda a terra” ele não disse para que todos possam aceitar Jesus e ir pro céu, este não é o Evangelho de Jesus, o que Ele disse é ide por toda a terra e pregai o evangelho do Reino.

Através da obra de Yeshua é possível implantar o Reino aqui na Terra.

Esta é a missão do Messias, conectar os dois mundos.

Esta é a visão de Jacó a escada que liga os dois mundos. A escada que traz os princípios divinos a terra e a escada que aproxima você de D’us. É uma escada profética.

Na tradição judaica os rabinos interpretam que esta escada é o próprio D’us.

E tudo foi criado por quem esta escada representa. Segundo os sábios o mover dos anjos mensageiros de D’us se da por conta  da intercessão e oração do “justo”.

Mas nós não sabemos orar como convém. Se esta escada fosse fundamentada na minha e na sua oração seria cheia de falhas.

Então não pode ser uma oração de um mero justo,tem que ser a oração do JUSTO. A oração do JUSTO, a intercessão do JUSTO conecta os dois mundos céu e terra.

Esta intercessão do JUSTO faz com que anjos subam e desçam, levando o nosso clamor e trazendo a resposta de D’us.

O Rabino Weiss,ex chefe da Yeshiva University, morreu em 2015,disse que a oração תפילה (Hatfilá)e as lagrimas  דמעות(Dmaot) possuem o mesmo valor numérico .

Ou seja quando eles dizem que a oração do justo abrem o portal celeste , pode ser lido que as lagrimas do justo abrem o portal de D’us.
Onde você já viu isto?

SHAARI DMAOT IFTAR
As lagrimas abrirão o meu portão. .Qual a palavra que este acróstico forma?
Esta é a palavra que esta escrita na MEZUZA, que é um dos nomes do Messias, que é Shadai que significa As lagrima abrirão o meu portão.

Por que você põe isto à porta? Pois você esta profetizando que as lagrimas do Justo, o Messias abrirão as portas dos céus.

Quem é este justo sobre o qual os anjos sobem e descem?

Quem é este justo cujas lagrimas e intercessão trazem as bênçãos do Eterno para nós?

Quem é este justo?
Alguns rabinos falam que foi Moises. Quando Moises existiu ele tinha esta função, as lagrimas dele abria os portões do céu, a intercessão dele conectava os dois mundos. Qual foi a missão de Moises? Será que foi apresentar a Torah ao seu povo? Libertar o seu povo do Egito? NÃO!

A MISSÃO DE MOISÉS FOI APONTAR O REDENTOR DE ISRAEL QUE SERIA TAMBÉM O REDENTOR DE TODA A HUMANIDADE. ESTA FOI A MISSÃO DELE, APONTAR O CAMINHO, NOS DIRECIONAR!

Só que Moisés não intercede por mim hoje e nem por você, ele morreu e aguarda a ressurreição como todos os que morreram, e não esta intercedendo por ninguém. Mas a escada ainda existe. E quem esta intercedendo por nós?

Romanos 8:33, 34: Quem intentará acusação contra os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica;
Quem os condenará? Cristo Jesus é quem morreu, ou antes, quem ressurgiu dentre os mortos, o qual está à direita de Deus, e também intercede por nós;

Repare que o verbo esta no presente! Hoje, ELE através da sua intercessão mantém as portas do céu abertas para mim e para você.

O Céu não é um lugar que você tem que ir embora daqui, é um lugar que você tem que chamar para que a sua realidade venha para cá.

Não é você que vai para o céu é o céu que vem para você. Isto é escatologia judaico messiânica. Qual é o resumo desta escatologia?

VENHA A NÓS O VOSSO REINO!

João 10:1-7
Em verdade, em verdade vos digo: quem não entra pela porta no aprisco das ovelhas (ALIANÇA, REINO), mas sobe por outra parte, esse é ladrão e salteador. (Qualquer um que entrar por um atalho não é legitimo)
Mas o que entra pela porta é o pastor das ovelhas.
A este o porteiro abre; e as ovelhas ouvem a sua voz; e ele chama pelo nome as suas ovelhas, e as conduz para fora.
Depois de conduzir para fora todas as que lhe pertencem, vai adiante delas, e as ovelhas o seguem, porque conhecem a sua voz;
mas de modo algum seguirão o estranho, antes fugirão dele, porque não conhecem a voz dos estranhos.
Jesus propôs-lhes esta parábola, mas eles não entenderam o que era que lhes dizia.
Tornou, pois, Jesus a dizer-lhes: Em verdade, em verdade vos digo: eu sou a porta das ovelhas.

O que quer entrar no aprisco porque fez a circuncisão, aquele que quer entrar para o aprisco pelo exame de DNA, aquele que quer entrar para o aprisco, pois se converteu ao Judaísmo, serão considerados ilegítimos. (Suká 26ª).

João 5:46, 47
Pois se crêsseis em Moisés, creríeis em mim; porque de mim ele escreveu.
Mas, se não credes nos escritos, como crereis nas minhas palavras?

Escute o que ELE disse: Quem não crer em Moises não crê NELE. Quem não crê em Moises não crê no Messias. Quem não acredita nas palavras de Moises não acredita nas palavras de Yeshua. Porque Moises anunciou Yeshua.

 Através do SEU sacrifício, através da sua intercessão, há um portal, há uma ligação entre o Reino dos Céus e a Terra, e o objetivo é trazer o Reino de D’us para a nossa realidade, trazer o Reino de D’us a terra.

Mateus 11:3-5
És tu aquele que havia de vir, ou havemos de esperar outro?
Respondeu-lhes Jesus: Ide contar a João as coisas que ouvis e vedes:
os cegos vêem, e os coxos andam; os leprosos são purificados, e os surdos ouvem; os mortos são ressuscitados, e aos pobres é anunciado o evangelho.

O que Yeshua esta dizendo? Se eu não sou o Messias como estas coisas podem estar acontecendo? Estas coisas que lemos os cegos vêem, e os coxos andam; os leprosos são purificados, e os surdos ouvem; os mortos são ressuscitados,

não condizem com a realidade da terra, estas coisas não acontecem, estas coisas refletem uma realidade de um mundo celestial, estas coisas acontecem lá.

Mas no portal de D’us, onde Ele mesmo é a escada, Ele trás a realidade do céu para a terra. Ai nós que somos cidadãos deste mundo, mas que cremos neste Mashiach como o nosso redentor e temos este D’us habitando dentro de nós, nós ainda habitamos aqui, mas atuamos numa realidade de lá.

Você da ordem a um espírito que não pertence a este mundo e ele te obedece. Você ordena a restauração de uma doença e o organismo te obedece.

Você da ordem à tempestade e ela cessa. Você tem revelações de coisas que ainda não aconteceram ,você tem dons de D’us, você discerne as pessoas.

Quem é este anjo que visita Abraão, ele se prosta diante dele e o chama de Adonai, e discerne que Sara estava rindo? Sara riu no coração.

Quem é este anjo que lê os pensamentos? Quem estava ali abençoando Abraão?

Quem lutou com Jacó? O anjo que mudou a natureza de Jacó e o chamou Israel. E o abençoou.

Isaias 11 diz que o Mashiach não julgará segundo a vista. O que é isto?
É uma imagem de Isaque. A imagem é de Jacó, mas o cheiro é de Esaú. A voz é de Jacó, mas as mãos são de Esaú. Não adianta termos aparência, Ele vai julgar o coração.

Mateus 12:28
Mas, se é pelo Espírito de Deus que eu expulso os demônios, logo é chegado a vós o reino de Deus.

Por isso o Reino de D’us não é só conhecimento, implica em você vivenciar uma realidade celeste na terra. Reino de D’us é poder.

O que Yeshua fala para aqueles estudiosos da Torah? Vocês erram porque vocês não conhecem nem as escrituras, nem o poder de D’us.

Conhecimento tem que estar alinhado com poder, experiências no mundo dos céus na terra.

1 Timóteo 2:5, 6
Porque há um só Deus
, e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem,
o qual se deu a si mesmo em resgate por todos, para servir de testemunho há seu tempo;

Yeshua 100% homem, 100% D’us. Não há problema nenhum em judeus que creem na Torah acreditarem que Yeshua é 100% homem, 100% D’us.

Não há problema algum para os judeus que acreditam na Torah que Maria concebeu sem interferência de homem.
Como Isaque foi gerado se Sarah tinha 90 anos e Abraão 100? Se não tivesse a mão de D’us ele nasceria?
Não coloque empecilhos para D’us. Não limite D’us, não racionalize D’us.

Do mesmo jeito que Isaque nasceu com intervenção Divina ele era filho de Abraão e do mesmo jeito que Yeshua nasceu sem a interferência de homem Ele era filho de José, filho de David. Mas o seu nascimento sobrenatural. E aquele ser que nasceu era 100% filho de Jose e 100% filho de D’us.

Romanos 9:4, 5 os quais são israelitas, de quem é a adoção, e a glória, e os pactos, e a promulgação da lei, e o culto, e as promessas; Deles são os patriarcas, e a partir deles se traça a linhagem humana de Cristo, que é Deus acima de tudo, bendito para sempre! Amém.

UM SÓ MEDIADOR, UM SÓ CAMINHO, UMA SÓ PORTA UM SÓ D’US.··.

 Lavan engana a Ya’akov
21 E disse Ya’akov a Lavan: Dá-me minha mulher, porque meus dias são cumpridos, para que eu deite com ela. 22 Então, ajuntou Lavan todos os homens daquele lugar e fez um banquete. 23 E aconteceu, à tarde, que tomou Le’ah , sua filha, e trouxe-lha. E deitou-se com ela. 24 E Lavan deu sua serva Zilpa por  Le’ah ,sua filha. 25 E aconteceu pela manhã ao ver que era Le’ah ; pelo que disse a Lavan: Por que me fizeste isso? Não te tenho servido por Rachel? Por que, pois, me enganaste? 26 E disse Lavan:Não se faz assim no nosso lugar, que a menor se dê antes da primogênita. 27 Cumpre a semana desta; então te daremos também a outra, pelo serviço que ainda outros sete anos servires comigo.

Lavan com a frase: “Não se faz assim no nosso lugar, que a menor se dê antes da primogênita”, o jogo de palavras aqui faz com que venha a tona na mente de Ya’akov, agora enganado, a vez que ele usou de engano, sendo ele o menor que conquistou  a benção da primogenitura.

Não podemos deixar de mencionar aqui é que foi Rivka(Rebeca) a irmã de Lavan que apresenta o plano de tomar a benção de Essáv para Ya’akov, mostrando que a artimanha de dar um jeitinho é de família, lembrando que Sarah também do mesmo clã deu um jeitinho de cumprir a promessa dada a Avraham, gerando assim Ishmael.

Cumpre a semana desta, significa respeite a tradição de (Sheva Berachot) que estipula sete dias de bodas, e assim Ya’akov respeitou e logo na semana seguinte se casou com Rachel.

O nascimento a Ya’akov de doze filhos e uma filha

 31 Vendo, pois, o SENHOR que Le’ah era desprezada, abriu a sua madre; porém Rachel era estéril. 32 E concebeu Le’ah , e teve um filho, e chamou o seu nome R’euven, dizendo: Porque o SENHOR viu a minha aflição. Por isso, agora me amará o meu marido.

R’euven – רְאוּבֵן deriva da raiz רָאָה – Raah: ver, atentar, pois Le’ah exclama:“ Porque o Senhor viu minha aflição,..” 

33 E concebeu outra vez e teve um filho, dizendo: Porquanto o SENHOR ouviu que eu era desprezada, me deu também este; e chamou o seu nome Shim’on.

Shim’on – שִׁמְעֽוֹן , deriva da raiz שָׁמַע  – Shama’: ouvir, atentar; aquele que ouve.Pois Le’ah diz : “Porque o Senhor ouviu que sou desprezada,…”

34 E concebeu outra vez e teve um filho, dizendo: Agora, esta vez se ajuntará meu marido a mim, porque três filhos lhe tenho dado; por isso, chamou o seu nome Levi.

Levi – לֵוִי, deriva da raiz לָוָה – Lavah: ligar, unir; Pois Le’ah diz: “Agora esta vez se ajuntará meu marido a mim,…”

35 E concebeu outra vez e teve um filho, dizendo: Esta vez louvarei ao SENHOR. Por isso, chamou o seu nome Yehudáh; e cessou de ter filhos.

Yehudáh – יְהוּדָה, deriva da raiz יָדָה – Yadah: Louvar, engrandecer; Pois Le’ah diz: “Esta vez louvarei  ao Senhor…”

30:1 Vendo, pois, Rachel que não dava filhos a Ya’akov, teve Rachel inveja de sua irmã e disse a Ya’akov: Dá-me filhos, senão estou morta eu.  2 Então, se acendeu a ira de Ya’akov contra Rachel e disse: Estou eu no lugar de D-us, que te impediu o fruto de teu ventre? 3 E ela disse: Eis aqui minha serva Bil-hah; entra a ela, para que tenha filhos sobre os meus joelhos, e eu assim receba filhos por ela. 4 Assim, lhe deu a Bil-hah, sua serva, por mulher; e Ya’akov entrou a ela. 5 E concebeu Bil-hah e deu a Ya’akov um filho. 6 Então, disse Rachel: Julgou-me D-us, e também ouviu a minha voz, e me deu um filho; por isso, chamou o seu nome Dan.

Dan – דָּן, deriva da raiz דִּין – Din: Julgar, Fazer justiça; Pois Rachel diz: “Julgou-me (me fez justiça) D-us,…”

7 E Bil-hah, serva de Rachel, concebeu outra vez e deu a Ya’akov o segundo filho. 8 Então, disse Rachel: Com lutas poderosas, tenho lutado com minha irmã e também venci; e chamou o seu nome Naftali.

Naftali – נַפְתָּלִי, deriva da raiz פָּתַל – Patal: lutar; Pois Rachel diz: “Com lutas poderosas tenho lutado com minha irmã”

9 Vendo, pois, Le’ah que cessava de gerar, tomou também a Zilpah, sua serva, e deu-a a Ya’akov por mulher. 10 E deu Zilpah, serva de Le’ah, um filho a Ya’akov. 11 Então, disse Le’ah: Boa fortuna chegou; e chamou o seu nome de Gad.

Gad – גָּד, deriva da raiz גָד – Gad: Boa fortuna, afortunado, sorte; Pois Leah diz: “Boa fortuna chegou,…”

12 Depois, deu Zilpah, serva de Le’ah, um segundo filho a Ya’akov. 13 Então, disse Le’ah: Para minha felicidade , porque as filhas me terão por feliz; e chamou o seu nome A’sher.

A’sher – אָשֵׁר, deriva da raiz אֹשֶׁר – O’sher: Feliz, Felicidade; Pois Leah diz: “Para minha felicidade! porque as filhas me terão por feliz,…” 

14 E foi R’euven, nos dias da sega do trigo, e achou mandrágoras no campo. E trouxe-as a Le’ah, sua mãe. Então, disse Rachel a Le’ah: Ora, dá-me das mandrágoras do teu filho. 15 E ela lhe disse: É já pouco que hajas tomado o meu marido? Tomarás também as mandrágoras do meu filho? Então, disse Rachel: Por isso, se deitará contigo esta noite pelas mandrágoras de teu filho. 16 Vindo, pois, Ya’akov, à tarde, do campo, saiu-lhe Le’ah ao encontro e disse: A mim entrarás, porque certamente te aluguei com as mandrágoras do meu filho. E deitou-se com ela aquela noite.

 

Mandrágoras no hebraico Dudaim: דּוּדָאּים  é uma figura de paixão carnal, tal planta foi chamada assim pelos seus efeitos afrodisíacos e por ser usada pelos assírios para poções de fertilidade.

17 E ouviu D-us a Le’ah, e concebeu e teve um quinto filho. 18 Então, disse Le’ah: D-us me tem recompensado, pois tenho dado minha serva ao meu marido. E chamou o seu nome Issachar.

Yssachar – יִשָּׂשָׂכָר, deriva da raiz שָׂכָר – Sachar: Recompensa, retribuição. Pois Leah diz: “D-us me recompensou ,…”

19 E Le’ah concebeu outra vez e deu a Ya’akov um sexto filho. 20 E disse Le’ah: D-us a mim uma boa dádiva; desta vez morará o meu marido comigo, porque lhe tenho dado seis filhos. E chamou o seu nome Zevulum.

Zevulum – זְבוּלוּן, deriva da raiz זָבַל – Zaval: Morar, habitar; Pois Leah diz: “…desta vez morará o meu marido comigo…”

21 E, depois, teve uma filha e chamou o seu nome Dinah.

Dinah; דִּינָה assim como Dan vem da raiz Din: Julgar, Fazer justiça, como se D-us compensa-se (fizesse justiça) à Le’ah com filhos, pela falta de amor que Ya’akov à dava, pois amava mais a Rachel do que a ela. Alguns comentarista alegam que pela posição do texto e afins Dinah seria irmã gêmea de Zevulum.

22 E lembrou-se D-us de Rachel, e D-us a ouviu, e abriu a sua madre. 23 E ela concebeu, e teve um filho, e disse: D-us recolheu a minha vergonha. 24 E chamou o seu nome Yossêf, dizendo: O SENHOR me acrescente outro filho.

Yossêf – יוֹסֵף, pode derivar de duas raízes uma sendo אָסַף – Assaf: recolher;
Pois Rachel diz …recolheu minha vergonha, ou pode derivar da raiz יָסַף – Yassaf: Acrescentar; Pois Rachel diz: “Acrescente-me o Senhor ainda outro filho.”